A fusão não rolou, entenda o motivo – MN #24

Vamos falar sobre a próxima reunião que tivemos sobre a fusão e porque a coisa não foi pra frente. Entenda o que pode ter deixado o meu novo sócio insatisfeito e descubra o que iremos fazer para contornar esses contratempos.

Se você ainda não assistiu, veja o primeiro vídeo dessa saga da segunda fusão que foi interrompido abruptamente no segundo capitulo :)

Enquanto isso…

Entenda o que é a série “Meu negócio”

Para aqueles que não conhecem a série “Meu negócio”: Tenho uma empresa de desenvolvimento de software, no qual comercializo um software para o pequeno varejo, entenda aqui como funciona o mercado de desenvolvimento de software.

Pouco depois do meado de 2016 entrei em contato com o meu principal concorrente na intenção de comprar o controle da sua empresa, veja aqui nesse vídeo. Durante a negociação acabamos fazendo uma fusão das duas empresas, veja aqui nesse vídeo mais detalhes sobre isso, com a intenção de montarmos uma empresa mais lucrativa e produtiva.

Com os acordos fechados, começamos o processo de reestruturação completa da empresa,  durante todas essas etapas estou fazendo vídeos e documentando tudo o que está ocorrendo. A intenção é servir de inspiração para outros que desejam entrar no mundo dos negócios e norte para aqueles empreendedores que já estão no meio da caminhada.

Geralmente você já deve ter lido uma serie de livros de empresários, falando como construíram suas empresas, como as tornaram tão lucrativas, você devia assim como eu ficar se perguntando, legal entendi a mensagem, mas na pratica como fazer… isso não vem escrito nesses grandes best-sellers. Aqui você poderá acompanhar todo esse processo rumo ao crescimento bem de perto, e ver na pratica como isso tudo funciona. Tudo aqui falado é real e ocorreu exatamente da maneira descrita.

Claro que teremos momentos que não acertaremos, vai ter hora que precisaremos corrigir o curso do navio, tanto os bons quanto os maus momentos serão aqui compartilhados. São coisas recentes, algo que aconteceu a alguns dias atras, algumas terão efeitos colaterais que nem mesmo vou saber quando estiver gravando. Agora dê o play, curta nosso vídeo, divulgue e se possível comente e venha aproveitar a aventura junto conosco!

(Visitado 53 vezes, 1 visitas hoje)

14 thoughts on “A fusão não rolou, entenda o motivo – MN #24

  • 15 December 2018 at 23:19
    Permalink

    Cara, algumas criticas:

    – A pressa para fechar essa fusão por conta de você precisar voltar para Alemanha é chato demais, na próxima tem que ficar o tempo que seja necessário para fechar a fusão, tem coisa que tem que ser pessoalmente.

    – Você percebeu que o cara não era bom para trabalho, pelo seu relato até você tem razão mesmo, mas o fato de ainda tentar a fusão para futuramente tirar ele da jogada, creio que não seja legal. Apesar disso ser normal no mundo corporativo, tem muitos inclusive eu, que não acha uma atitude honesta. Nesse caso, se viu que o cara não prestava para ser sócio, era só não fazer a fusão !! E parece que você e o sócio foram para fechar a fusão a todo custo !

    Reply
    • 16 December 2018 at 11:17
      Permalink

      ola Fabricio

      1 – concordo que talvez eu acabei apertando um pouco as coisas com ele por conta desse meu retorno. Ocorre que eu demorei muito a conseguir o contato com ele, como já falei ele é bem agarrado, vc marca ele cancela ai vc tem que fazer uns 2 re-agendamentos, acabou que chegou a hora de retornar e eu tive que dar uma apertada nele. Mas concordo contigo que isso não é o ideal.

      2 – não fomos fechar a fusão a todo custo, se passou essa impressão foi incorreta. Nos analisamos e vemos que ele estava querendo sair do negocio, ai vc só pecou em dizer que eu queria tira-lo da jogada, muito pelo contrario o meu desejo era que ele continuasse a frente e tocando o negócio, já falei aqui nesse video e em outros que pra mim é mais valioso ele lá do que fora. Pelo contraio, eu estava batendo cabeça onde encaixar ele porque justamente ele não queria participar das operações e não o contrario como vc supõe.

      Reply
  • 12 December 2018 at 01:38
    Permalink

    Interessante sua estratégia de fusão mantendo o sócio trabalhando. Isso mitiga o risco de não dar certo e também reduz o valor a ser pago permitindo que realizei diversas fusões ao invés de uma única aquisição.
    Eu particularmente tenho um pouco de aversão de sociedade e sempre optei por ter 100% do controle (tanto em minha antiga empresa no Brasil quanto na atual no Canada). Claro que são segmentos distintos mas a experiencia que vi de colegas não foi boa então acabei ficando com trauma.
    Abraço!

    Executivo Investidor
    http://www.executivoinvestidor.com

    Reply
    • 12 December 2018 at 10:18
      Permalink

      FALA EI

      as chances de darem problema são sempre muito grandes, mas no setor de software é relativamente possível você desfazer essas merdas quando acontecerem, vai ter contratempo e prejuízos? sim é evidente, mas não é algo impossível.

      Então toda fusão é um risco e eu vejo de outra forma, vc abrir uma filial por exemplo acho mais arriscado do que vc fazer uma fusão.

      Mas enfim, como vc disse cada rama tem umas peculiaridades e eu vejo que realmente tem alguns segmentos que é impossível de se trabalhar em sociedade. Talvez seu caso seja um desses, muito provavelmente se não tem nenhuma grande corporação do seu segmento numa bolsa por exemplo tem grandes chances dele não se enquadrar bem em sociedades.

      Reply
    • 11 December 2018 at 23:19
      Permalink

      fala AC

      assiste ai e depois comenta aqui kkkkk

      Reply
      • 12 December 2018 at 07:35
        Permalink

        Acabei de ver…

        Cara o que é aquilo no final do vídeo? hahahha…. É vc?!

        Então…
        No início com a história da mesa, eu acho que nem me ligaria em nada de errado. Mas o fato de estar em casa as 15h, realmente soaria estranho pra mim. Fora a série de outras coisas que você citou.
        Fusão é uma operação bem complexa, porém pode ser bastante rentável quando a empresa tem bons clientes e pessoal. Te admiro por sempre buscar este crescimento em seu negócio. Grandes empresas cresceram através de pequenas fusões, mas isso é muito pouco difundido. Geralmente os empreendedores destas empresas falam sobre seu amplo crescimento, mas não comentam que foram absorvendo concorrentes e players de várias localidades, o que é legal (até um certo limite, claro, vide Boeing e Embraer, por ex) e é uma espécie de “hack” do jogo dos negócios.

        Continue com a série, e especialmente continue buscando novas fusões, eu acho que é um ótimo caminho a seguir, especialmente no seu ramo.

        Obs.: O fato dele dizer que está tudo muito bem, e não tem interesse em vender, é uma clara estratégia de valorização do passe, como você bem falou. Com certeza sua intuição está certa. Ele só queria vender a empresa por um bom preço.

        Grande abraço!

        Reply
        • 12 December 2018 at 10:26
          Permalink

          nada cara kkkkkk é o Nando moura, não é possível q vc não conheça ele, vc anda assistindo oq ? televisão ? kkkkkk para de assistir tv cara

          o cara tem um canal no youtube, segue ele aí que é massa, no video ele tá zoando o garoto ixpertinho e pirula, quem acompanha ele a tempo sabe da treta

          no mercado de software é bem difícil de você crescer sem ser por aquisição/fusão a entrada de novos players no mercado é bem restrita, assim como a expansão, acaba que vc fica refém de ir adquirindo quem já se estabeleceu

          voltamos a estaca zero, mas ano que vem voltamos a procurar novamente novas oportunidades :(

          Reply
  • 10 December 2018 at 20:48
    Permalink

    Isso que eu fico imaginando. Muito difícil se alinhar com os interesses e valores de outras pessoas, ainda mais para se tornar sócio. Já vi casos muito ruins, de empresa que faliu e o um sócio roubou parte do estoque.

    Pelo que voce disse, provavelmente foi melhor assim.
    Eu conheço uma empresa que tem como pratica comprar os contratos da empresa ao invés da empresa em si, no seu caso seria como se tivesse comprando os direitos do software e os contratos dos clientes. As vezes a sua estrutura mais enxuta até consegue absorver a demanda, ou reaproveita alguns funcionarios contratando para a sua empresa.

    Reply
    • 11 December 2018 at 23:07
      Permalink

      ola J

      dependendo do ramo é complicado mesmo, o problema é que o cara faz a fusão e larga de mão, vc tem que acompanhar e ir controlando junto

      agora fusão nesse ramo de software é algo bem comum, se pegar as maiores empresas de software do brasil e do mundo todas foram formadas com varias fusões ao longo do caminho.

      o problema é o suporte, por isso é importante ter o cara conosco na fusão, a ideia não é devora-lo, mas sim que ele se junto conosco para pegarmos peixes maiores.

      Reply
      • 12 December 2018 at 12:07
        Permalink

        Esse seria o sonho mesmo. Até para somar forças.
        Tem umas distribuidoras menores que eu até vejo com esses olhos, se nos somasse-mos seriamos muito maiores. E talvez até seria mais viavel fazer o que voce fez, de ter um socio mais na operacao.

        Reply
        • 12 December 2018 at 21:45
          Permalink

          uma cabeça a mais pensando é sempre bom, porque as vezes vc faz certas coisas e tem outra pessoa com outra perspectiva que pode te ajudar a ver a coisa de uma forma melhor

          não é fácil trabalhar em sociedade, mas a coisa também tem seus benefícios, e se vc souber montar um master mind vc deslancha fácil

          vc manja oq eh um master mind ?

          Reply
  • 10 December 2018 at 18:09
    Permalink

    Top demais suas considerações sobre o reflexo do dono e a questão da mesa. A minha mesa, feliz ou infelizmente, é cheia de livros (que consulto diariamente), mas nada que impede de eu trabalhar ou dar atendimento,rs.

    O que mais me admira VDV é que esses tipo de empresário (futuro-ex-sócio) ainda tem sucesso na vida (são sortudos demais, só pode)

    Java é uma porcaria, tenho ódio dessa linguagem, mesmo sendo muito boa. hahaha

    Quando você me falou que ele mistura financeiramente os negócios da empresa com o pessoal, eu fiquei feliz que você não tenha entrado nisso, na minha visão e experiência, isso é uma enrascada.

    VDV, salvo engano com seu antigo sócio foi uma fusão também, certo? caso não, permita só uma sugestão, na próxima fusão faça uma análise jurídica, em especial tributária/empresarial das contas da empresa.

    Reply
    • 11 December 2018 at 23:04
      Permalink

      ola Fshor

      eu tb não sei como esses caras sobrevivem no mercado até hoje, putz tudo pra mim é mega difícil e tudo eu tenho que fazer um puta esforço pra dar certo e tem gente que as coisas vem de mão beijada eu fico bolado com isso, não que esteja reclamando, mas é a vida né, o famoso Deus não dá asa a cobra.

      java é bom pra rodar só num servidorzao, mas pra aplicação client não presta, mega complicado ainda mais com os hardwares que temos hoje em dia. sem contar que é mega trabalhoso programar em Java, gasta-se muito mais com Mao de obra.

      sim, eu tenho um video que eu fiz sobre esses pontos, veja aqui: como saber se o seu sócio vai dar certo.

      fiz, eu documentei isso pra traz só olhar os outros episódios ai da série #MN

      eu prefiro lançar eu mesmo, assim eu já confiro tudo e passo a conhecer a fundo a parte financeira da empresa, é como lançar as suas contas pessoais, vc lançando conta a conta acaba dando um resultado de economia muito maior do que vc importar aquilo e depois só olhar o resultado, eles falam que vc consegue identificar cortes de gastos muito maiores se resolver lançar conta por conta. Como não são mega corporações kkkkk dá pra fazer na unha

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *